Editora Mensagem - Luanda

Não existe em lado nenhum do Mundo - Futuro... sem Educação!

Milhões de Manuais Escolares do antigo sistema vigente em Angola, fraudulentamente postos à venda nas ruas de Luanda

O Despacho do Primeiro Ministro 04/09 de Abril de 2009... e das suas consequências no plano da educação!

 

Os assuntos que vamos discutir neste painel de interesse público geral e de forma esclarecedora... sobre a gigantesca fraude dos livros escolares pagos pelo Estado Angolano com o falso e cínico pretexto invocado: do Ensino Universal e Gratuito Para Todos... em Angola, para o ensino primário e pré-primário.

- O Despacho do Primeiro Ministro 04/09 de abril de 2009.

Porém e como ocorreram outros desvios... antes de aqui entrar-mos... vamos falar ainda antes, destes dois casos paradigmáticos sobre o que se passa na Educação em Angola, desde há muitos anos a esta parte.

O primeiro caso, prende-se com a burla feita ao povo, pela venda de muitos milhões de livros, desde a pré-primária, há 6ª. classe; por toda a cidade, durante as férias escolares, nomeadamente com inicio no mês de janeiro de 2017, na generalidade das praças, ruas e filas de trânsito... de Luanda... de livros escolares sem interesse, porque desactualizados e já retirados do ensino oficial devido à reforma Escolar de 2001 - 2015.

O segundo caso, a aquisição por adjudicação directa pelo Ministério da Educação, de livros escolares para o primeiro ciclo do ensino geral, e também das gramáticas de português para o ensino médio, com o argumento de se destinarem às crianças de famílias mais carenciadas e que foram postos à venda nas ruas de Luanda.

Os livros do antigo sistema vigentes... e já retirados do ensino pela Reforma Escolar... estavam armazenados nos armazéns da Edimel e os do primeiro ciclo, tal como as gramáticas para o ensino médio, nos armazéns do INIDE em Benfica.

António Jorge - editor e livreiro em Angola